18 dicas para realizar transações seguras na internet

Normalmente, não é uma tarefa simples atacar e fraudar dados em um servidor de uma instituição bancária ou comercial e, por este motivo, golpistas vêm concentrando esforços na exploração de fragilidades dos usuários. Utilizando técnicas de engenharia social e por diferentes meios e discursos, os golpistas procuram enganar e persuadir as potenciais vítimas a fornecerem informações sensíveis ou a realizarem ações, como executar códigos maliciosos e acessar páginas falsas.

A primeira regra de OURO para se proteger na internet é: NÃO EXISTE ALMOÇO GRÁTIS. Tudo aquilo que é gratuito tem algum objetivo técnico ou econômico, e se alguém coloca algum conteúdo gratuito (salvo raríssimas exceções) tem algum objetivo com isso – geralmente, associado a algum ganho financeiro.

A segunda REGRA é parecida: sempre desconfie de facilidades e preços promocionais desproporcionais: sua chance de cair em algum golpe é ENORME.

 .

Algumas QUESTÕES TÉCNICAS são muito importantes. Resumiríamos em 18 principais. Veja:

1. Mantenha os antivírus originais instalados no computador atualizados para ter acesso aos serviços bancários.

2. Troque periodicamente sua senha de acesso ao banco na internet e utilize sempre senhas de bloqueio de uso do seu smartphone.

3. Só utilize equipamentos efetivamente confiáveis. Nunca realize operações em equipamentos públicos, desconhecidos ou que não tenham programas antivírus atualizados.

4. Não utilize telefones de estranhos e de origem desconhecida para efetuar transações ou fazer ligações.

5. Evite emprestar ou perder de vista seu smartphone.

6. Ao ter seu telefone roubado, furtado ou perdido, informe imediatamente ao seu banco.

7. Procure informar-se com o fabricante de seu smartphone quais os softwares e opções de segurança disponíveis para o aparelho. Hoje, 98% dos Vírus são projetados para Android e apenas 2% para iOS

8. Fique atento ao acessar sua loja de aplicativos. Evite obter aplicativos de origem desconhecida.

9. Não execute aplicações nem abra arquivos de origem desconhecida. Eles podem conter vírus, que ficam ocultos para o usuário e permitem a ação de fraudadores sobre sua conta, a partir de informações capturadas após a digitação no teclado.

10. Use somente provedores confiáveis. A escolha de um provedor deve levar em conta também seus mecanismos, políticas de segurança e a confiabilidade da empresa.

11. Não use redes wireless (wi-fi) desconhecidas ou em locais públicos para efetuar transações bancárias.
12. Em sua residência, mantenha sempre sua rede wi-fi protegida por senha.

13. Evite navegar em sites arriscados ou de conteúdo suspeito, e só faça downloads (transferência de arquivos para o seu computador) de sites que conheça e saiba que são confiáveis.

14. Utilize sempre as versões de sistemas operacionais e browsers (programas de navegação) originais e atualizados, pois geralmente incorporam melhores mecanismos de segurança.

15. Evite acessar o site dos bancos redirecionado por outros sites, como os de pesquisa. Sempre acesse o site do banco diretamente pelo endereço do banco.

16. Quando for efetuar pagamentos ou realizar outras operações financeiras, você deve certificar-se que está no site desejado, seja do banco ou outro qualquer, “clicando” sobre o cadeado e/ou a chave de segurança que aparece quando se entra na área de segurança do site. O certificado de habilitação do site, concedido por um certificador internacional, aparecerá na tela, confirmando sua autenticidade, juntamente com informações sobre o nível de criptografia utilizada naquela área pelo responsável pelo site (SSL). Não insira novos certificadores no browser (programa de navegação), a menos que conheça todas as implicações decorrentes desse procedimento.

17. Acompanhe periodicamente os lançamentos em suas contas. Caso constate qualquer movimentação irregular, entre imediatamente em contato com seu banco.

18. Em caso de dúvida sobre algum procedimento de segurança que executou, ou sobre quais medidas de proteção estão sendo tomadas quanto à segurança das transações on-line, procure seu banco.